Carta aberta aos estudantes que vão escolher suas profissões

Carta aberta aos estudantes que vão escolher suas profissões

Seu interesse por uma profissão virá de acordo com suas preferências e interesses pessoais. É o primeiro fato que deve considerar, pois quando estiver no mercado, trabalhando e produzindo, suas habilidades desenvolvidas naturalmente e pontos fortes é que farão a diferença em sua carreira. O que quero dizer, é que existem pessoas com competências naturais, por exemplo, o seu colega que tem facilidade com física ou aquela amiga que sempre faz as apresentações dos trabalhos com tranquilidade, falando em público sem o menor constrangimento. Em toda escola também temos aquele amigo que entende tudo de geografia, o que adora português e fala bem inglês e a colega que te explica as fórmulas de bhaskara, com a facilidade de como se estivesse ensinando a jogar dados para o alto. Cada um tem diferentes habilidades, elas se acentuam ao decorrer dos anos e seguimos a tendência de desenvolver as competências que são mais próximas de nossos interesses pessoais.

Abaixo apresento alguns passos que vão ajudar você na busca por sua carreira:

1º – Identificação de habilidades e Interesses pessoais – Uma dica aqui é trabalhar o autoconhecimento, seja através de testes psicológicos ou atividades em grupos, para que você adquira um maior entendimento de seu perfil pessoal, possa descobrir novas competências e comparar com as carreiras que tem interesse. Por exemplo, há um tempo atrás, atendi um adolescente que queria ser veterinário, porém, durante o processo, ele percebeu que as habilidades de desenho, design e artes gráficas eram superiores do que as que ele tinha com biologia, fisiologia e ciência. Hoje ele é um excelente Design Gráfico.

2º – Etapa de entendimento do curso – Sua impressão sobre o curso, as expectativas e a propaganda apresentada pelas universidades, podem ser universos, completamente diferentes. Por isso, nesse momento é importante pesquisar, visitar universidades, buscar por profissionais dessa área, ir a feiras, congressos e se possível, assistir uma aula como ouvinte na faculdade, para conversar com professores e alunos do curso em questão. Uma ferramenta bastante usada por profissionais na internet é o Linkedin (www.linkedin.com.br), sempre oriento a fazer o cadastro do perfil nesta rede social, porque é mais uma maneira de encontrar e conversar com profissionais reais.

3º – Diminua a ansiedade em acertar – Lembre-se que nenhum ser humano já nasce um grande profissional. O sucesso é alcançado aos poucos, com um passo de cada vez e nas escolhas de cada dia. A escolha que está prestes a fazer é importante, mas não será a única que te definirá para o resto da vida. Ao decorrer do caminho poderão surgir correções no percurso, ajustes e até mesmo poderá seguir por direções diferentes. Este passo é para aliviar a sua ansiedade em “acertar” e traz uma perspectiva para as frases: “Definir sua profissão”; “Escolher sua carreira”; “Buscar seu futuro”. Leve em conta que mesmo decidindo por um curso agora, você poderá fazer revisões em sua carreira, poderá pensar em que irá se especializar e esse é apenas o primeiro passo de uma jornada. Sabe a frase do coelho no filme Alice no País das maravilhas? “Se você não sabe onde quer chegar qualquer caminho serve”. Você não precisa se sentir pressionado(a) para já descrever o ponto final de seu caminho, o que vai fazer, nesse momento, é decidir o início e assim, como a Alice no filme viveu algumas aventuras, você também viverá as suas em sua profissão. Terá seus próprios desafios que te levarão a construir ao decorrer da jornada sua carreira.

4º – Comece respondendo à pergunta: No estágio de desenvolvimento que me encontro o que eu gostaria de trabalhar agora? Leve em consideração o que conhece sobre seus interesses, gostos, anseios e sonhos. Nesta fase, existem inúmeras pressões internas e externas, eu te entendo, mas seja sincero (a) e verdadeiro (a) ao responder essa pergunta. Com base na resposta, responda as questões a seguir:

 Essa profissão vai necessitar de habilidades que já possuo?

 Que habilidades precisarei desenvolver para exercer esse trabalho?

 Faz sentido fazer um curso de 4 a 5 anos para seguir com essa profissão?

 Nesse curso (olhe a grade de aulas) tem mais conteúdo interessante do que a escola?

 Minha família está me influenciando ou estou decidindo por conta própria?

 Que resultados alcançarei ao final da faculdade?

Imagine-se em um dia típico de trabalho nessa carreira. É segunda-feira, você se preparou para ir trabalhar e está saindo de casa para exercer a profissão que gosta. O que você fará? Quais serão as pessoas que trabalharão contigo? Quem serão seus líderes? Você estará satisfeito (a) produzindo o que escolheu estudar? Visualize-se exercendo a profissão também é um recurso que pode ser útil, pois se tem horror a hospital será muito difícil trabalhar como médico. Se não gosta de falar em público, precisará treinar bastante para ser um advogado em frente ao juiz defendendo seus casos. Se tem interesse por tecnologia é bem possível que se sinta confortável em passar o dia todo trabalhando somente com um computador.

5º – O fator dinheiro, é algo a ser levado em conta, mas não deve ter o “maior peso” na hora que tomar a decisão de que profissão seguir. Isso porque, existem profissionais que ganham um bom dinheiro em quase todas as profissões, bem como, nas mesmas profissões existem profissionais pouco remunerados. Ao decorrer da construção de sua carreira, você irá perceber que outros fatores influenciarão em sua remuneração: As empresas que trabalha, variações do mercado, seu networking, os cursos de especialização que faz, as certificações que conquista, a marca que você constrói com seu nome e sua capacidade de conquistar resultados. Porém, esses são temas que você irá ter que se preocupar futuramente, não agora. Apenas, não deixe a crença de que “essa profissão paga-se bem”, ser a maior influência nas suas escolhas!

Seguindo esses passos e buscando por essas informações, você terá mais chances de tomar uma decisão assertiva. Por fim, lembre-se, você precisa se manter no tempo presente, mas deve estar atento (a) as novidades e inovações do futuro. Algumas profissões podem desaparecer, outras, serão completamente diferentes e algumas surgirão com força total. Por isso, mesmo após escolher seu curso universitário, continue acompanhando o que acontece no mundo das profissões. Te desejo muita saúde e sucesso em sua jornada!

Ana Paula Maduro

————————————————————

Psicóloga – RH | Consultora de Gestão de Pessoas | Especialista em Desenvolvimento Humano e Organizacional | Coach de Carreira


“Caros alunos do Colégio Batista Brasileiro, escrevi este artigo ajudar a orientá-los nesta fase. Ensino médio é um tempo onde um ciclo incrível de nossas vidas chega ao fim, para que um próximo ciclo ainda melhor comece!

Virão desafios e muitas conquistas pela frente, desejo a vocês muito sucesso, força e alegrias nessa trajetória!” Grande abraço, Psicóloga Ana Maduro

>
Rolar para cima